A gravidez e o parto afectam o controlo urinário?

A gravidez e o parto afectam o controlo urinário?

Sim, podem afectar, devido sobretudo ao enfraquecimento progressivo dos músculos do pavimento pélvico durante a gravidez, e à grande distensão, provocada pela hormona oxitocina, que este músculo sofre no momento do parto vaginal. A episiotomia, corte cirúrgico realizado no músculo para facilitar a saída do bebé, também pode danificar o músculo, assim como o controlo da micção, devido à excessiva distensão que reduz a resposta neurogénica. 

Geralmente, após o parto, as perdas de urina costumam desaparecer por si só, à medida que o pavimento pélvico vai recuperando e os órgãos pélvicos voltam ao seu lugar. Se, passados três ou quatro meses, continuar a ter perdas de urina, é importante procurar aconselhamento médico; convém fazê-lo o quanto antes para o problema não se agravar.

Pode interessar-te: