A557

Como podemos ajudar o nosso filho de 2 anos a dormir sozinho na cama dele?

Acabou de deitar o seu filho na cama, com uma história, um beijinho e bons sonhos incluídos... Mas em vez de terminar as tarefas do dia e descansar um pouco com o seu parceiro, entra e sai sem parar do quarto do seu filho, tentando convencê-lo a dormir. Parece-lhe familiar? Não imagina quantos pais como você passam pela mesma situação, noite após noite!

 

Mas e agora, por que é que não quer dormir?

 

É bem possível que o seu filho esteja a viver a versão infantil do "tenho muito que fazer e não tenho tempo… então fico assim, agitado". Estão a acontecer muitas coisas à sua volta, e todas de uma só vez, portanto ele também quer participar. Além disso, também está a começar a compreender que é uma pessoa independente, separada de si, e quer afirmar-se. Quando ele se recusa a ir para a cama à noite, está a tentar estabelecer algum "controlo" sobre o seu mundo.

 

O que fazer para ele adormecer

  1. Ensine o seu filho a adormecer sozinho, sem você ao seu lado. A melhor coisa que pode fazer é ensiná-lo a acalmar-se e a adormecer sozinho. Estabeleça uma rotina que ambos podem seguir todas as noites, assim estará a ajudá-lo a antecipar o que vai acontecer e o que tem de fazer quando anoitece. Sempre à mesma hora e nunca a uma hora tardia.

    Uma vez na cama, diga-lhe que (se for bonzinho e se se mantiver na cama), virá vê-lo dali a cinco minutos (e terá que o fazer). O objetivo é fazer com que ele se sinta seguro, calmo e que saiba que você está perto.

     

  2. Não o deixe perder tempo

    Ele adora o tempo que passa ao seu lado e, portanto, fará todo o possível para o prolongar. Não se surpreenda se ele lhe pedir dez vezes um copo de água ou não parar de a chamar para o seu quarto, porque precisa de mais qualquer coisa. Se acha que está a fazer de propósito, não o permita. Diga-lhe que está na hora de dormir! E nada de "batalhas", nem lutas de poder.

     

  3. Prepare com antecedência tudo o que o seu filho lhe costuma pedir (e que seja razoável) e torne-o parte da sua rotina noturna: encha um copo de água e deixe-o na sua mesinha de cabeceira, lembre-o que tem de fazer xixi e dê-lhe muitos beijos e abraços extras para que durem toda a noite. Tente não ter muitos estímulos por perto que o distraiam da sua missão, que é dormir.

     

  4. Deixe-o “escolher” a hora de ir para a cama

    Para ele sentir que está a ganhar controlo sobre o seu mundo, deixe-o, por exemplo, escolher a história e o pijama que prefere vestir. Mas que “o biberão" ou "o movimento" (embalá-lo) não faça parte dessas escolhas. E atenção: tem sempre que dormir na sua própria cama, exceto em ocasiões especiais.

     

  5. Mantenha a calma e seja firme

    Não ceda quando ele lhe implora que abra uma exceção, nem lhe permita "isto ou aquilo" na hora de dormir. Fale com calma e sem levantar a voz, mas deixe claro que quando termina o tempo de brincar, termina e ponto final. Se ele tiver medo, instale uma luz de presença noturna e passe uma revista "anti-monstros" para ele se sentir mais seguro e tranquilo. 

     

  6. Cama de "menino crescido"

As crianças mais crescidas aprendem a dormir sozinhas quando precisam de descansar e têm uma cama grande. Depois de ter estado confinado no berço, saltará da sua nova cama uma e outra vez, simplesmente porque pode. Leve-o de volta para a cama e deixe-o deitado com o seu peluche favorito. E se chorar? Vá vê-lo, mas não o levante da cama, console-o e volte a sair do quarto.

 

Gostou deste artigo? Faça ‘Gosto’ ou deixe-nos um comentário! Esperamos ter podido ajudá-la e incentivamo-la a viajar pelo mundo ou a ir visitar a família de avião com o seu bebé. Se quiser saber mais, continue a navegar na página da Dodot e encontre mais informações em “Sono”.

Pode interessar-te: