Consulta médica do bebé saudável: 18 meses

Conteúdos
verificados por:

Partnership logo

Consulta médica do bebé saudável: 18 meses

Esta é uma consulta muito importante. O seu filho terá de tomar muitas vacinas e o seu crescimento será avaliado; neste momento, os temas do sono e da disciplina são sempre uma preocupação dos pais. Ã claro que não quererá perder esta oportunidade, nem se conformará "apenas com vacinas". Do ponto de vista do pediatra, esta deverá ser a consulta que apresenta mais obstáculos. Não se admire se a criança não mostrar a mínima intenção de cooperar. Ã normal que chore e esteja muito inquieta.
à possível que o seu bebé necessite de doses de reforço das vacinas que já tomou, para além de algumas vacinas novas. Reveja o calendário de vacinação e volte a verificá-lo com o pediatra para se certificar de que o seu bebé tem as vacinas em dia.
Vista o bebé com um conjunto de duas peças que possa ser tirado facilmente. Prepare-se para tê-lo ao seu colo durante a maior parte do exame. Leve um ou dois dos seus brinquedos favoritos. As refeições ligeiras também ajudarão a ultrapassar esta consulta.

à provável que nesta consulta o pediatra:

- Pese e meça o seu filho.
- A informe acerca do desenvolvimento e do crescimento emocional do seu filho.
- Reveja o desenvolvimento do seu filho para se certificar de que é normal.
- Lhe fale acerca do tema da disciplina.

O pediatra far-lhe-á diversas perguntas, por exemplo:

O bebé foi visto por outro pediatra desde a última consulta? Em caso afirmativo, qual o motivo? Qual o resultado dessa consulta e foram prescritos quaisquer medicamentos ou tratamentos?
As faculdades de caminhar, correr e trepar do seu bebé encontram-se dentro de um nível normal? Sabe andar para trás?
Como estão desenvolvidas as capacidades de linguagem? O que é que diz? Já consegue juntar as palavras? Quantas palavras é que domina?
Compreende ordens simples, tais como "vai buscar os teus sapatos" ou "traz-me uma fralda"? Consegue ouvir e acompanhar uma história simples? Olha para as imagens de um livro?
Responde a pedidos ou jogos simples como o "Onde está"?
Como é que brinca? O tipo de brincadeira que uma criança prefere revela-nos muito acerca das suas capacidades cognitivas. Imita-a nas tarefas domésticas? Consegue empilhar blocos?
Consegue utilizar utensílios, tais como uma colher ou um garfo, ou utilizar um brinquedo para pegar noutro?
Está a começar a dizer "não" e a fazer birras? Estes são bons sinais de crescimento emocional e cognitivo.
Consegue arrastar um brinquedo pelo chão?
Consegue utilizar uma colher e beber por uma caneca?
Consegue apontar com o dedo para qualquer parte do corpo quando lho pedem?

Fale de tudo
Nesta idade, existem três coisas que preocupam a maioria dos pais: a dieta, a disciplina e deitar o filho. Estes temas confusos e conflituosos estão relacionados com o crescente sentido de independência do seu filho. Outras preocupações podem incluir a forma como lidar com os "nãos" e as birras e como convencer o seu filho a comer.

Dieta. Informe o pediatra acerca daquilo que o seu filho come actualmente. Se o seu bebé ainda usar biberão, converse acerca da possibilidade de deixar o hábito. Se achar que o seu bebé é de tal forma caprichoso para comer que não está a ter uma boa nutrição, comente isto com o pediatra. Se alimentar o bebé com comida de qualidade, provavelmente a dieta será a correcta. O aumento de peso que registar indicará ao pediatra se ele está a comer uma quantidade apropriada. O apetite e o ritmo de crescimento diminuem nos primeiros anos. Já deveria utilizar uma colher e, pelo menos, conseguirá bebericar por uma caneca. Fale-lhe acerca de vitaminas e de flúor.

Disciplina. Diga ao pediatra se lhe parece que o seu filho é difícil de controlar. Fale das medidas que toma quando lhe incuta disciplina, quais as que funcionam e quais as que não funcionam.

Sono. Os problemas de sono são comuns nesta idade. Tente levar um diário dos padrões de sono do seu filho, durante um período de pelo menos três dias, e apresente-o na próxima consulta. O pediatra poderá sugerir-lhe soluções. Ajudar as crianças a acalmar implica fomentar bons padrões de sono. Por favor, nada de biberões na cama.

Não se retraia!
Informe o pediatra:
• Se o bebé ainda desvia um olho, mesmo que seja de vez em quando.
• Se o bebé se aproxima demasiado das coisas para as ver melhor, especialmente se existirem antecedentes familiares de visão fraca nos primeiros anos de idade.
• Se o bebé parece especialmente sensível à luz ou ao ruído.
• Se o bebé ainda não caminha, se caminha nas pontas dos pés, se coxeia ou se se inclina para um dos lados quando caminha.
• Se o bebé parece estar a utilizar apenas uma das mãos quando brinca, pega em coisas ou vai buscar objectos. Se o bebé já se tiver tornado muito destro ou esquerdino, utilizará uma das mãos mais frequentemente quando come e aponta. Mas, quando brinca, deverá utilizar ambas as mãos de forma igual.
• Não consegue brincar com dois objectos; ainda brinca com um objecto de cada vez.
• Se não pega na colher quando lha oferece.
• Se não consegue comer sozinho.
• Se perdeu faculdades que já tinha adquirido.
• Se não usa palavras reais.
• Se não demonstra afecto.
• Criar filhos pode trazer grandes alegrias mas, como todos os pais sabem, também é uma tarefa difícil. Se se sente tensa converse com o pediatra do seu filho.

* Artigo realizado pela Dra.Suzanne Dixon
 

Pode interessar-te: