O meu bebé deve levar uma anestesia quando o operarem para cortar o freio da língua por ser curto?

Conteúdos
verificados por:

Partnership logo

O meu bebé deve levar uma anestesia quando o operarem para cortar o freio da língua por ser curto?

Os bebés são tal e qual como o resto dos humanos quanto à capacidade de sentir a dor. A boca é um sítio muito sensível, daí que este procedimento lhe vai causar dor. Há muitos agentes tópicos que podem ser aplicados no freio da língua (a zona que se vai cortar), para anestesiar a zona, assim como a opção de lhe administrar algum agente sedante suave durante o procedimento para evitar que sinta dor. Este é um ponto em que eu insistiria caso seja de facto necessário levar a cabo este procedimento neste momento. Alguns recém-nascidos que têm o freio muito curto têm dificuldades em mamar se não conseguirem colocar a língua por cima da gengiva. No caso destes bebés é necessário cortar o freio imediatamente para o poderem fazer. O próximo problema derivado ao freio da língua curto surge quando a criança vai a meio do segundo ano de vida e tem de ingerir alimentos sólidos efectuando movimentos rotativos. A língua precisa de alcançar o palato para evitar que alguns alimentos fiquem colados. Mas, até o momento chegar, não saberá se isto será um problema, uma vez que ao longo do tempo se vai esticando. Por fim, poderá ser necessário cortar o freio se a criança já tiver 3 anos, e não pronuncia correctamente alguma palavras. Há sons que são difíceis de pronunciar se a língua não tiver mobilidade para passar livremente por cima dos dentes. Aconselhamo-la a consultar o pediatra sobre este assunto.

Pode interessar-te: