É comum um bebé ter uma hérnia?

Conteúdos
verificados por:

Partnership logo

É comum um bebé ter uma hérnia?

Presumo que o seu filho tenha uma hérnia inguinal, um papo na virilha. Isto resulta de um atraso no fecho das camadas de tecido após os testículos terem descido para o escroto (ou bolsa testicular) durante a vida fetal. A hérnia sempre existiu, mas você e o médico só agora é que notaram, talvez quando ele se esforçava para defecar ou se queixou quando brincava. È possível que através da abertura que fica entre os planos musculares permita a entrada de parte do conteúdo abdominal (por exemplo, do intestino), que desliza e, em alguns casos, fica presa ali. Este problema grave e doloroso tem de ser corrigido como uma operação de emergência. Para evitar que nisto aconteça, os médicos tratam geralmente a hérnia quando ela é identificada e, frequentemente, também tratam o outro lado, dado que há uma grande probabilidade de ambos os lados terem o problema. Se a tumefacção for branda e puder ser pressionada facilmente, diminuindo o seu tamanho, a hérnia não é dolorosa nem maligna. A operação é muito simples, feita no ambulatório. O seu filho poderá comer cerca de uma hora a duas após acordar da anestesia e estará de volta à sua actividade normal no espaço de uma semana. Terá de manter a incisão muito limpa para evitar infecções e levá-lo ao cirurgião para, pelo menos, uma observação. No caso das crianças, este é um problema menor e deverá corrigir-se fácil e rapidamente.

Pode interessar-te: