AS5

Está na semana

Ir

Conteúdos
verificados por:

Partnership logo

BEM VINDOS A SEMANA 8

Gravidez

O seu bebé tem a forma e o tamanho de um amendoim grande!

NA SEMANA PASSADA, O CÉREBRO DO SEU BEBÉ COMEÇOU-SE A DESENVOLVER, formando-se três estruturas diferentes. Esta semana começarão a formar-se outras partes do seu corpo: nas mãos e nos pés já nascem diminutos dedos com membranas, e a cauda, que o feto ainda conservava, começa a desaparecer.

O desenvolvimento do seu bebé.

Enquanto começava a mentalizar-se de que estava grávida, no seu útero estavam a acontecer imensas coisas. Uma simples célula transformou-se numa bolinha multicelular e, depois, num ser de 1,30 cm parecido com um girino.

O desenvolvimento da maioria dos órgãos inicia-se em breve e, agora que já está de 8 semanas, este habitante do seu útero recebe um novo nome: ""feto"", e já mede mais de dois centímetros de comprimento.

O sistema circulatório está em funcionamento, com as suas células,  vasos sanguíneos e um coração que bate. O sistema nervoso deixou de ser uma placa de tecido que percorre toda a coluna para se tornar uma protuberância da parte superior, que será o cérebro, com uma medula espinhal que se estende a todo o comprimento do corpo. De pequenos nós já nascem braços e pernas, e os nervos e vértebras (ou ossos da coluna) começam a aparecer. Os pulmões e os músculos são apenas pequenos rebentos.

O movimento já começou! Por volta das 7 semanas, o seu bebé começou a torcer-se e a sobressaltar-se com os ruídos fortes ou os movimentos repentinos. Terá que aguardar até ao quarto mês, mais ou menos, para começar a sentir as suas cambalhotas. Nessa altura, começarão a notar-se movimentos da cabeça, do tronco, dos braços e das pernas. Também se observarão soluços e alguns movimentos respiratórios. Depois, o feto responderá com movimentos quando sentir o toque de uma mão sobre o abdómen da mamã. O tato é um dos primeiros sentidos que aparecem e continuará a ser intenso e importante.

Existem aspetos do crescimento do feto que são universais. Mas cada feto se desenvolve de forma ligeiramente diferente e o comportamento do seu rebento não será igual ao de mais nenhum. À medida que as semanas forem passando, irá descobrindo mais coisas acerca das qualidades e peculiaridades especiais do seu bebé.

Por Dra. Suzanne Dixon e Dr. Jim Thornton

Como saber se está grávida.

Quer esteja a tentar, quer tenha suspeitas de que pode haver surpresas, é provável que esteja ansiosa por confirmar se está grávida. Uma forma simples de descobrir é comprar um teste de gravidez na farmácia. Trata-se de um simples teste à urina que confirma ou descarta a gravidez em poucos minutos. É recomendável fazê-lo a partir da semana de atraso do período.

Os sintomas que se seguem podem ser boas indicações:

  • Ausência de um período menstrual (amenorreia).
  • Micção frequente.
  • Seios inchados e sensíveis.
  • Enjoos matinais.

- Mudança da cor da pele: escurecimento das aréolas à volta dos mamilos, intensificação da cor das veias nos seios e aparecimento de uma linha escura entre o umbigo e a púbis.

Se tiver algum destes sintomas, faça um teste de gravidez e, se for positivo, entre em contacto com o seu ginecologista.

Por Dra. Elaine Zwelling e Dr. Jim Thornton

O controlo pré-natal.

Provavelmente, já sabe que o controlo médico pré-natal é vital para que a sua gravidez decorra sem problemas. Uma boa assistência pré-natal contribuiu, em boa medida, para a redução da mortalidade materna e infantil.

A fim de assegurar uma gestação normal ou de baixo risco, é habitual programarem-se consultas de controlo pré-natal, normalmente mensais, até às 28 semanas, quinzenais, até à semana 36, e semanais, até ao momento do parto. Em cada consulta controlarão a sua pressão sanguínea,  o seu peso e realizarão um exame à urina. Além disso,  perguntarão se se apercebeu de algum problema e comprovarão as dimensões do seu útero e o ritmo cardíaco do bebé.

Um conselho: Antes de cada consulta, anote todas as perguntas que tiver. Leve estas notas consigo para não se esquecer de as comentar com o seu médico ou parteira. Sobretudo: não falte a NENHUMA consulta que tenha programada, mesmo que se sinta ótima.

Por Dra. Margaret Comerford Freda e Dr. Jim Thornton

Os enjoos matinais.

Os enjoos, por vezes acompanhados de vómitos, são um sintoma habitual e normal do início da gravidez. Chamam-lhes matinais porque é durante essas horas do dia que são piores. No entanto, se estiver grávida, pode ser normal sentir-se enjoada e vomitar a qualquer hora do dia.

Se sentir enjoos, experimente o seguinte:

  • Relaxe. Respire lentamente, inspirando pelo nariz e expirando pela boca.
  • Evite olhar, cheirar ou provar alimentos ou outras substâncias, como o fumo do tabaco, que lhe provoquem enjoos. - Tome uma bebida fria em goles pequenos.
  • Aplique uma compressa de gelo ou um pano frio na garganta. - Pressione com os polegares sobre os ossos da base do crânio, na parte posterior do pescoço e mesmo por trás das orelhas, ou aplique gelo nessa zona.
  • - Faça entre 5 e 6 refeições por dia.

Se, mesmo assim, os enjoos e vómitos persistirem, consulte o seu ginecologista para que possa prescrever-lhe algum medicamento.

Por Dra. Elaine Zwelling e Dr. Jim Thornton

Para os pais.

Imaginamos como os nossos filhos serão meses antes de virem ao mundo. Revivemos a nossa própria infância e comparamo-nos com os nossos pais.

Pode ser uma boa ideia manter um diário com os seus pensamentos: nada formal, apenas o fundamental das suas ideias sobre como acha que a maternidade/paternidade será. Vai ver como, dentro de alguns anos, vai adorar reler tudo.

Pode interessar-te: