AS25

Está na semana

Ir

Conteúdos
verificados por:

Partnership logo

BEM VINDOS A SEMANA 28

Gravidez

Os seus pulmões desenvolvem-se dia após dia e o seu bebé já sabe respirar, mesmo não tendo ar!

ESTA É UMA ETAPA VITAL para o desenvolvimento dos pulmões do bebé. Ambos estão a encher-se de vasos sanguíneos. Quando inspirar a sua primeira golfada de ar, os seus pulmões irão absorver o oxigénio e enviá-lo-ão para estes vasos, que farão circular o sangue oxigenado por todo o corpo. O bebé também está a começar a produzir uma substância tensioativa que evita que os alvéolos dos seus pulmões adiram entre si. Essa substância permitir-lhe-á respirar corretamente ao nascer. Os brônquios também estão a amadurecer, ramificando-se cada vez mais.

Regresso ao futuro.

Agora que se aproxima o momento em que poderá abraçar o seu bebé, é provável que as suas emoções sejam mais intensas a cada dia que passa. Pode até ficar triste por ter que cortar este vínculo único, que o facto de ter o bebé dentro de si representa. Em todo o caso, tenha paciência perante as dificuldades e desfrute destes últimos meses.

Por Dra. Suzanne Dixon e Dr. Jim Thornton

O desenvolvimento do seu bebé.

Os órgãos do bebé atingiram um estado de desenvolvimento suficiente para começar a pô-los à prova. Os pulmões estão-se a dividir e a começar a trabalhar (embora o bebé ainda não respire verdadeiramente).

Os seus rins já produzem urina com regularidade, que se mistura com o líquido amniótico. O bebé engole este líquido e volta a "respirá-lo". Esta reciclagem ajuda os seus pulmões, intestinos e rins a praticarem as suas tarefas de respiração, digestão e eliminação.

Os olhos do bebé estão muito ocupados ultimamente. Pode abri-los, fechá-los e olhar à sua volta. Com 30 semanas já será bem capaz de coordenar os movimentos dos olhos e do corpo. Por exemplo, pestanejará e desviará o olhar se o abdómen da mãe receber uma luz brilhante.

Embora o cabelo do bebé seja suave, é provável que a cor definitiva seja mais clara, e acabará por cair no prazo de um ou dois meses após o parto.

Agora pesa aproximadamente 1200 gramas e mede entre 35 e 38 centímetros de comprimento.

Por Dra. Suzanne Dixon e Dr. Jim Thornton

Desconfortos do terceiro trimestre.

Já falta pouco para ver o seu bebé. Mas é possível que ainda tenha que suportar algumas dores novas antes de dar à luz. O aumento de peso e a pressão exercida pelo bebé acarretam os seus próprios desconfortos.

Conselhos para respirar melhor: o útero aumenta de tamanho no abdómen e pressiona o diafragma, que, por sua vez, exerce pressão sobre os pulmões. Tal implica que pode tornar-se mais difícil respirar, mesmo deitada. Neste caso, experimente dormir um pouco reclinada, rodeada de almofadas que lhe sirvam de apoio.

Além disso, durante a gestação, todo o sistema gastrointestinal se torna mais lento e os músculos do estômago e do esófago relaxam. Por este motivo, os ácidos gástricos podem fluir para trás, provocando ardor e indigestão. Para aliviar estes sintomas, faça refeições leves e frequentes e evite os alimentos gordos. Também convém manter-se na vertical depois de comer.

Por Dra. Margaret Comerford Freda e Dr. Jim Thornton

A alimentação adequada.

É provável que esteja a tomar um suplemento vitamínico pré-natal, mas também é essencial obter vitaminas e minerais a partir dos alimentos, especialmente cálcio e ferro.

O cálcio é um elemento fundamental para a formação dos ossos e dos dentes do bebé e ajuda igualmente a conservar a resistência óssea da mãe. As mulheres com menos de 19 anos necessitam de 1300 miligramas diários. A partir desta idade, são necessários 1000 mg diários.

Cada uma das seguintes porções contém 300 mg de cálcio. Procure consumir quatro destas porções por dia.

- Cerca de um quarto de litro de leite ou 250 gramas de iogurte

- De 40 a 60 gramas de queijo curado

- 350 gramas de legumes frescos, cozidos

O ferro ajuda a produzir células de sangue e previne a anemia. As mulheres gestantes necessitam de 30 mg diários de ferro. É conveniente obter o ferro a partir dos alimentos, já que os suplementos de ferro podem provocar obstipação, algo que provavelmente já lhe está a causar problemas. No entanto, a maior parte das mulheres necessita de tomar suplementos de ferro durante a gravidez porque é difícil obter todo o ferro necessário exclusivamente através da alimentação.

Procure consumir, no mínimo, quatro porções diárias destes alimentos ricos em ferro:

- 125 gramas de fruta desidratada, como damascos, uvas ou ameixas secas (as ameixas frescas também são boas)

- 250 gramas de feijão seco cozido, ervilhas ou lentilhas

- 250 gramas de vegetais de folha escura

- 1 torrada de pão integral ou 30 gramas de cereal integral

- Cerca de 60 gramas de amêndoas ou nozes

- Cerca de 60 gramas de carne vermelha

Por Dra. Margaret Comerford Freda e Dr. Jim Thornton

Amamentação.

A natureza colocou à sua disposição todas as facilidades para amamentar o seu bebé. O corpo da mãe produz as quantidades adequadas dos nutrientes de alta qualidade que o bebé necessita. Embora não seja necessário que coma alimentos especiais enquanto estiver a amamentar, convém manter uma alimentação equilibrada para a saúde de ambos.

Infelizmente, no leite materno é possível encontrar coisas más juntamente com as boas. O álcool, as drogas e alguns medicamentos podem passar da mãe para o filho durante a amamentação. Antes de consumir qualquer medicamento, é importante que se informe junto do seu médico.

Se é fumadora e deixou de fumar quando engravidou, não volte a fumar enquanto der peito, já que passará a nicotina e outras toxinas para o seu bebé. O fumo ambiental cria riscos adicionais para o bebé. Mantenha um ambiente sem fumo... para ambos!

Por Dra. Suzanne Dixon e Dr. Jim Thornton

 

Para os futuros pais.

Alguns homens preparam-se para a chegada do bebé pondo em marcha novos projetos, como decorar o quarto da criança ou fazer horas extra no trabalho. Estes esforços são de louvar mas não exagere. Lembre-se de que a sua companheira necessita de muita atenção nesta fase. Por vezes, não há tempo melhor empregue do que aquele que os dois passam juntos sem fazer absolutamente nada.

Por Dr. Lawrence Kutner e Dr. Jim Thornton.

 

Pode interessar-te: