AS17

Está na semana

Ir

Conteúdos
verificados por:

Partnership logo

BEM VINDOS A SEMANA 20

Gravidez

Estamos a meio da gravidez! Já sabe o sexo do seu bebé?

PARABÉNS! JÁ CHEGOU A MEIO DA SUA GRAVIDEZ. Percorreu um longo caminho nestes quatro meses e meio. O seu útero tem agora três vezes o seu tamanho original.

A partir de agora, o seu útero crescerá pouco menos de um centímetro por semana até ao parto.

Preparados, a postos, toca a crescer!

Neste momento, o seu bebé concentra-se em aumentar de tamanho. Os seus órgãos crescem e aparece uma gordura especial por baixo da pele. Começa a formar-se a vernix caseosa, um unto sebáceo espesso de cor branca que protege a pele e que ajudará o bebé a sair do seu ventre no momento do parto.

O bebé pesa entre 230 e 260 gramas e mede de 13 a 15 centímetros. Durante este mês, ainda ganhará algumas gramas de peso e crescerá de 2 a 5 centímetros.

Já sente os movimentos do seu bebé?

É provável que, por esta altura, já se sinta verdadeiramente grávida, em parte porque já sente o bebé a mexer-se e a dar pontapés. No início, é possível que não tenha a certeza daquilo que sente. São picadas, gases, cólicas...? Esta sensação costuma manifestar-se entre a semana 16 e a 20.

Já há algum tempo que o seu bebé se começou a mexer, mas, até agora, não era suficientemente grande para a mamã conseguir sentir as suas cambalhotas. Desfrute da ação!

Tal como sente as acrobacias do seu bebé, também o seu rebento está em contacto com os movimentos e as alterações do corpo da mamã.

Por Dra. Suzanne Dixon e Dr. Jim Thornton

O stress durante a gravidez.

O estado emocional da mãe afeta o bebé durante a gestação. Por exemplo, se sofrer de stress, o ritmo cardíaco e a atividade do seu bebé aumentarão.

Aceitemos a realidade: viver sem stress é impossível. No entanto, há que tentar evitar o stress extremo ou crónico.

Os estudos demonstram que os filhos de mães muito stressadas sofrem mais transtornos digestivos, choram mais e apresentam temperamentos mais difíceis após o parto. É evidente que os genes influenciam os traços da personalidade. Além disso, muitas mães que andam extremamente stressadas durante a gravidez sofrem uma tensão idêntica após o parto.

Descanse, coma bem, recorra a alguém que a ajude a aliviar o stress e, simplesmente, leve as coisas com calma. Mantenha-se em contacto com a sua família e amigos. Quanto mais relaxada estiver, mais relaxado estará também o seu bebé.

Por Dra. Suzanne Dixon e Dr. Jim Thornton

Os hidratos de carbono durante a gravidez.

É possível que tenha recebido informação contraditória acerca dos hidratos de carbono. São alimentos de grande valor energético ou meras calorias vazias? E qual é o seu papel durante a gestação? A resposta dependerá do tipo de hidratos de carbono que consumir.

Os hidratos de carbono simples fornecem energia e calorias mas não têm grande valor nutricional. Alguns hidratos de carbono simples são o pão, o arroz e a massa brancos, os cereais refinados, as bolachas, os bolos e os açúcares.

Os hidratos de carbono complexos, por outro lado, estão repletos de minerais, proteínas e fibra, todos eles necessários para si e para o seu bebé. Exemplos de hidratos de carbono complexos: a fruta e os vegetais; o pão, os cereais, a massa e o arroz integrais; o feijão e o grão-de-bico; e as batatas preparadas no forno ou a vapor sem tirar a pele. Faça uma boa provisão destes.

Por Dra. Elaine Zwelling e Dr. Jim Thornton

Como cuidar do bebé.

Talvez seja difícil para si imaginar a atenção que o seu bebé lhe exigirá depois de nascer, já que, por agora, o seu corpo lhe dá tudo o que ele necessita. Mas as coisas mudarão drasticamente quando tiver o seu filho nos braços.

O útero foi concebido para dar ao bebé tudo o que ele necessita: as condições de luz e de temperatura são ideais, nunca há demasiado ruído, o sono e o alimento chegam automaticamente e todos os movimentos do bebé são amortecidos num líquido.

No entanto, depois do parto, terá que estar muito atenta ao bem-estar do bebé. Felizmente, o que você sente durante a gravidez e as técnicas que utiliza para o seu próprio conforto preparam-na perfeitamente para cuidar do seu bebé. Quando mudar de posição para aliviar as dores musculares, tenha em conta que o seu recém-nascido necessitará do mesmo. Quando o seu corpo lhe exigir alimento, lembre-se de que o seu bebé também necessitará de comer na mesma altura. Quando chorar por se sentir cansada ou angustiada, não se esqueça de que o seu bebé também chorará pelos mesmos motivos.

Pensar no seu bebé como um prolongamento de si mesma fará com que cuidar dele seja a coisa mais natural do mundo.

Por Dra. Ann Corwin e Dr. Jim Thornton

Problemas da tiroide durante a gravidez.

A glândula tiroide desempenha uma importante função reguladora do metabolismo (o consumo de energia no organismo). Se a tiróide não funcionar corretamente, pode-se sofrer de hipotiroidismo (hipoatividade da glândula) ou hipertiroidismo (hiperatividade da glândula). Estas doenças podem ter efeitos muito prejudiciais para a gestação se não forem detetadas (mediante uma simples análise ao sangue) e tratadas a tempo.

Hipotiroidismo

Este tipo de desequilíbrio pode prejudicar o desenvolvimento psíquico da criança. Alguns sintomas que podem surgir:

  • Fadiga
  • Um aumento de peso inesperado
  • Secura da pele
  • Intolerância ao frio
  • Debilidade muscular

Hipertiroidismo

Esta doença pode aumentar o risco do bebé nascer com muito pouco peso ou da mãe sofrer de pré-eclampsia, uma doença que se carateriza por uma elevada pressão sanguínea. Alguns sintomas que podem surgir:

  • Intolerância ao calor
  • Calor na pele
  • Suor
  • Tremores
  • Perda de peso
  • Palpitações

Felizmente, muito poucas mulheres grávidas sofrem de algum tipo de desequilíbrio da tiroide. De qualquer modo, se observar algo fora do comum, é melhor informar o seu médico para não correr riscos. Também deve estar atenta a estes sintomas quando o bebé nascer, pois 1 em cada 20 mulheres desenvolvem problemas da tiroide depois do parto.

Por Dra. Margaret Comerford Freda e Dr. Jim Thornton

É seguro praticar sexo?

Para começar, foi assim que engravidou. Mas alguns casais receiam que o ato sexual possa fazer mal ao bebé ou causar um parto prematuro. Não se preocupe: se a sua gravidez não apresentar complicações, o sexo é seguro e pode ser muito agradável.

O que é normal?

O útero contrai-se durante um orgasmo mas estas suaves contrações não constituem qualquer perigo. Inclusive, é possível que sinta o seu bebé a dar pontapés depois do ato sexual, em resposta ao movimento de balanço que sentiu com as contrações.

É provável que, por vezes, observe pequenas hemorragias após o ato sexual. Tal pode ocorrer mais facilmente durante a gravidez porque o colo do útero enche-se de vasos sanguíneos, alguns dos quais podem romper-se durante o ato.

Quando deve preocupar-se?

Se, ao fim de duas horas, a hemorragia persistir ou se agravar, telefone ao seu médico. E se sangrou em algum momento durante a gravidez, evite as relações sexuais até o médico as autorizar.

Por Dra. Elaine Zwelling e Dr. Jim Thornton

Momentos de ansiedade por ser pai.

É normal que se preocupe durante a gravidez. ""E se algo correr realmente mal?"" ""E se eu não for um bom pai?"" Exprima os seus receios em voz alta. Pode ser difícil para si, mas depois de começar a falar sobre o que tem em mente, será muito mais fácil controlar a sua ansiedade.

Por Dr. Lawrence Kutner e Dr. Jim Thornton

Pode interessar-te:

Fraldas

Fraldas Dodot Sensitive

A nossa máxima proteção da pele