AS35

Está na semana

Ir

Conteúdos
verificados por:

Partnership logo

BEM VINDOS A SEMANA 38

Gravidez

O momento do parto

O seu bebé já está preparado para nascer!

O BEBÉ JÁ ESTÁ PREPARADO PARA NASCER, embora oficialmente ainda faltem duas semanas para o prazo estabelecido chegar ao fim. Oitenta e cinco por centro dos bebés nascem duas semanas antes ou depois da data prevista, de modo que o parto pode ter lugar em qualquer momento das próximas quatro semanas.

(Se o seu bebé já nasceu, por favor, atualize os seus dados para receber as newsletters)

O desenvolvimento do bebé.

O parto será muito stressante para o bebé, com tantos apertões e empurrões com a cabeça. Mas ele está preparado, com um crânio adaptável, um corpo flexível e um sistema nervoso que põe todos os seus sistemas corporais a postos durante todo o parto.

A força que tem que fazer durante o parto ajudará o bebé a esvaziar os seus pulmões de líquido e a libertar adrenalina, uma hormona responsável pela realização de ajustes pós-natais, como o encerramento dos canais cardíacos fetais e a mobilização dos glóbulos brancos.

O bebé pratica estes ajustes durante as falsas contrações (Braxton-Hicks) que se podem sentir durante a gestação. É possível que o seu ginecologista ou parteira lhe peça para contar os movimentos do bebé ou mesmo que confirme a sua reação a algumas contrações, apenas para se certificar de que todos os sistemas estão a funcionar. De um modo geral, o ritmo cardíaco do bebé diminui durante uma contração, mas regressa à normalidade quando esta termina.

Aliviar as dores de parto.

Durante o parto, as mulheres sentem dores nos mais variados graus de intensidade. Felizmente, existem inúmeras opções disponíveis para aliviar essas dores.

TÉCNICAS NÃO MÉDICAS PARA ALIVIAR AS DORES:

As técnicas de relaxamento, as massagens, a respiração tranquila, a criação de imagens visuais e a música são técnicas não invasivas para reduzir a tensão muscular e as dores durante o parto. É possível que já tenha praticado alguma destas técnicas no seu curso de preparação para o parto. Ânimo!

MEDICAÇÃO E ANESTESIA:

É possível aplicar uma anestesia epidural durante o parto. Esta injeção na coluna vertebral elimina praticamente toda a sensação das contrações. No entanto, a anestesia epidural acarreta alguns riscos, pelo que é importante que comente os prós e os contras com o seu obstetra antes da data do parto.

Obtenha agora toda a informação possível, para estar em condições de tomar a melhor decisão para si e para o seu bebé quando chegar o momento.

Por Elaine Zwelling, R.N., Ph.D.

Dar peito pela primeira vez.

Após várias horas de esforços, finalmente tem o seu bebé nos braços. Sente-se eufórica e esgotada. Uma das melhores formas de continuar o seu vínculo com este fantástico ser em miniatura e de procurar um início o mais saudável possível é dar-lhe peito assim que nascer.

A criança estará muito desperta depois do parto e com vontade de mamar. Na verdade, os estudos mostram que existe maior probabilidade da amamentação ter êxito se se iniciar na primeira meia hora de vida do bebé. Se não puder dar-lhe de mamar nesse intervalo, simplesmente comece quando ambos estiverem preparados.

O sentido apurado do olfato do seu bebé guiá-lo-á até ao seu peito, se ele estiver ao seu colo. Enconte o bebé ao peito, peça à enfermeira ou parteira para a ajudar. Segure no mamilo em contacto com a bochecha do bebé. Esta sensação dará lugar a um reflexo instintivo e o bebé abrirá a boca. Quando o fizer, ponha-lhe o mamilo na boca e deixe-o mamar o tempo que quiser, mudando-o para o outro peito quando a intensidade de sucção diminuir.

Não se preocupe muito se as coisas não correrem de forma perfeita da primeira vez. O importante é que a sucção do bebé ajuda a libertar hormonas do corpo da mãe, que lançam a produção de leite e contraem o útero. Esta contração reduz o sangramento do útero. O bebé adquire alguma prática, além de ingerir o colostro, ou primeiro leite, um poderoso fator de proteção contra as doenças.

Por Suzanne Dixon, M.D., M.P.H.

O apoio durante o parto.

Uma das melhores formas de converter o parto numa experiência positiva é contar com pessoas que a ajudem a satisfazer as suas necessidades: o seu companheiro, a sua mãe ou a sua melhor amiga.

Uma boa parteira apoiará os seus desejos no que toca ao parto. Ela compreende os aspetos físicos e emocionais do parto e proporcionará a informação de que necessita. Por exemplo, é possível que lhe recomende mudar de posição, que se ofereça para lhe fazer uma massagem ou que lhe explique como respirar corretamente. Quando o bebé nascer, ajudará com a amamentação.

Por Elaine Zwelling, R.N., Ph.D.

O medo cénico dos pais.

Será que vou desmaiar? Ou vomitar? Os pais estreantes preocupam-se muito com o modo como se vão sentir e comportar durante o parto. A boa notícia é que quase todos os que se preocupam acabam por fazer o seu papel na perfeição. Há menos sangue do que num filme normal para todos os públicos. Pense positivo e lembre-se de que, à sua volta, haverá pessoas que fazem estas coisas há anos. Já viram de tudo!

Por Lawrence Kutner, Ph.D.

Pode interessar-te:

Fraldas

Fraldas Dodot Sensitive

A nossa máxima proteção da pele