Nutrição dos 4 aos 6 meses (I): Recomendações gerais

Conteúdos
verificados por:

Partnership logo

Nutrição dos 4 aos 6 meses (I): Recomendações gerais

Sugestões para alimentar correctamente o seu filho dos 4 aos 6 meses:

A lactação materna exclusiva é o melhor alimento que se pode oferecer a um recém-nascido ou lactente durante os 6 primeiros meses de vida.

à o alimento mais completo graças à sua composição e proporciona uma óptima e saudável nutrição que protege a criança de numerosas doenças.

Para potenciar ao máximo os seus efeitos benéficos é importante alimentar o lactente exclusivamente com leite materno até aos 6 meses e continuar como mínimo até pouco antes de um ano de idade. Aos 6 meses pode introduzir-se outros nutrientes complementares e continuar a dar-lhe o peito.

A lactação artificial deve basear-se em fórmulas adaptadas para lactentes, de início durante os primeiros 5 a 6 meses, e de transição a partir desta idade. Não é conveniente dar leite de vaca não adaptado antes dos 12 meses de vida.

Relativamente à introdução por sua conta e risco de alimentos complementares, não está isenta de riscos - alergias, intolerâncias, etc... Recomendamos-lhe que consulte o pediatra ou a enfermeira pediátrica do seu filho.

As recomendações actuais sobre a alimentação dos lactentes são que o leite materno ou adaptado como alimento único é o mais adequado até aos 5 ou 6 meses de vida.

Em alguns casos concretos, pode-se acrescentar sumo, puré de fruta ou cereais sem glúten antes dos 5 meses. Recomendamos-lhe que consulte o pediatra ou a enfermeira pediátrica do seu filho.

Se em sua casa dispuser de uma rede sanitária de água corrente controlada pelas autoridades sanitárias locais ou pelo município da sua localidade, não é necessário ferver ou esterilizar a água ou os biberões do bebé. Com uma adequada higiene pessoal e geral da cozinha da casa, uma lavagem cuidadosa das mãos antes e depois da preparação, o uso de um sabão detergente e um enxaguamento com água da torneira abundante, praticamente não existe risco de infecção entérica.
 

Alimentos novos a partir dos 4 aos 6 meses:


ALTERNATIVAS AO LEITE MATERNO A PARTIR DOS 4 AOS 6 MESES:

- LACTAÇÃO ARTIFICIAL:

5 ou 6 biberões de leite adaptado para lactentes (150 a 300 ml). A partir dos 5 ou 6 meses deve ser leite de transição ou do tipo 2.

- ALIMENTOS COMPLEMENTARES

Papa de cereais sem glúten com leite de transição (150 a 300 ml) (a intolerância ao glúten pode manifestar-se em lactentes de tenra idade como uma crise celíaca com possíveis complicações).

Sumo de fruta (50 ml) às colherzinhas ou no copo, a partir dos 6 meses

Puré de fruta (entre 150 e 250 g) triturada, previamente lavada, à qual se pode acrescentar cereais ou bolachas sem glúten e/ou produtos lácteos (leite de transição ou iogurte).

Puré de legumes variados triturados (batata, abóbora, cenoura, feijão verde, cebola, alguns -poucos- espinafres ou agrião (150 a 250 g) com 30-60 g de frango (se possível, "biológico" e previamente lavado) fervido juntamente com os legumes ou grelhado (bem passado), ao qual se acrescentará azeite vegetal, óleo de milho ou de girassol (5 ml) cru, em alternativa, antes de triturar o puré. Pode-se acrescentar leite em pó ou cereais ao puré vegetal para facilitar a adaptação à alimentação semi-sólida.

A partir dos 5 ou 6 meses, iogurte fermentado a partir de leite adaptado de transição, com prudência e às colheres, para completar os purés de legumes.

O QUE DEVEMOS EVITAR?

- Frutos silvestres lobulados (morangos, amoras, framboesas), bem como alguma fruta tropical (maracujá, manga, anona, kiwi) pelo seu elevado teor de histamina e o risco de reacções de tipo alérgico.

- Cereais integrais durante o primeiro ano (excesso de fitatos que interferem com a absorção de cálcio e de ferro) ou com glúten antes dos 6-7 meses (risco de crise celíaca em caso de alergia)

- Os legumes que causam flatulência excessiva (couve, couve-flor).

- Limitar a quantidade de legumes de folha grande (agrião, espinafres), demasiado ricas em fitatos, o tomate ou as cenouras, cozidos e conservados durante horas (risco de oxidação excessiva), para a preparação do puré de legumes com frango.

- A introdução por sua conta e risco dos alimentos complementares não está isenta de riscos - alergias, intolerâncias, etc..

- As recomendações actuais sobre a alimentação dos lactentes são que o leite materno ou adaptado como alimento único é o mais adequado até aos 5 ou 6 meses de vida.

- Em alguns casos concretos, pode-se acrescentar sumo de fruta ou cereais sem glúten antes dos 5 meses. Recomendamos-lhe que consulte o pediatra ou a enfermeira pediátrica do seu filho.

- A intolerância ao glúten pode manifestar-se em algumas ocasiões, e especialmente em lactentes de tenra idade como uma crise celíaca, causadora de possíveis complicações).

Pode interessar-te:

Toalhitas

Toalhitas Dodot Sensitive

Especialmente desenhada para peles sensíveis