Alimentação com leite de iniciação

Conteúdos
verificados por:

Partnership logo

Alimentação com leite de iniciação

Embora nada se possa comparar ao leite materno, a maioria dos bebés alimentam-se por vezes com leite artificial. Para alguma mulheres, amamentar o bebé é simplesmente impossível. Por exemplo, se for mãe adoptiva ou se não puder amamentar o seu filho por razões de saúde ou de qualquer outro tipo, terá de saber alguns dados sobre a alimentação com leite de iniciação.
Para algumas mães, a seguir a um período de amamentação inicial começa a alimentação com leite de iniciação. Se estiver a amamentar, espere que o seu bebé tenha três ou quatro semanas até começar a dar leite de iniciação como suplemento para que você continue a produzir leite.
Os momentos em que dá o biberão ao seu bebé são uma oportunidade maravilhosa para se sentir próxima dele e para se conhecerem um ao outro. Também o pai do bebé e outros membros da família podem participar na alimentação da criança desde o início ou quando você decidir mudar de método. Certifique-se de que cada vez que alimenta o seu bebé, ele sinta a mesma proximidade, abraços e palavras carinhosas tal como se você o estivesse a amamentar. Segure a cabeça do bebé num ângulo ligeiramente elevado e mantenha o biberão levantado para que ele não aspire muito ar.

Como escolher o leite de iniciação adequado?

Pode ter a certeza de que os leites de iniciação para bebés foram especialmente preparados para satisfazer as necessidades nutricionais do seu filho, muito semelhantes ao leite materno, no qual se baseia a sua elaboração. As principais marcas de leite de iniciação são semelhantes. Escolha um leite de iniciação enriquecido com ferro, a não ser que o pediatra indique o contrário. Os leites de iniciação vêm em duas variedades básicas:

• Prontos a servir (a mais dispendiosa)
• Em pó (a mais económica)

Tal como se supõe, os que permitem poupar mais tempo e esforço são os mais dispendiosos. No entanto, são todos iguais se forem preparados correctamente. Leia cuidadosamente as instruções sempre que preparar o leite de iniciação. Para o preparar, siga rigorosamente as instruções. Evite preparar biberões a meio da noite quando está sonolenta, ou em alturas em que esteja distraída.

Água e leites de iniciação

Não é necessário preparar o biberão com água engarrafada, a não ser que existam problemas com a água potável da sua localidade. Depois dos 6 meses de idade, os bebés também precisam de flúor. A água engarrafada pode não o conter e a água potável pode não ter as quantidades adequadas. O pediatra indicar-lhe-á se o seu bebé precisa de uma quantidade adicional de flúor, para além da utilizada na preparação do leite de iniciação.

Que quantidade é suficiente?

Ao nascer, os bebés têm um estômago que só consegue conter uma ou duas colherzinhas de café de alimento (cinco a dez ml); depois da primeira semana consegue conter cada vez mais. Geralmente, 60-70 ml por refeição será suficiente nesta altura. E, quando tiver dois meses, necessitará entre 150-180 ml por refeição e terá de ser alimentado aproximadamente cinco ou seis vezes num período de 24 horas.

Em seguida, encontrará uma tabela geral sobre a quantidade de leite de iniciação que o seu bebé necessita e a frequência com que deve alimentá-lo:

Recém-nascido
Quantidade por refeição: 60-70 ml
Frequência da alimentação: cada 3 ou 4 horas

Um mês
Quantidade por refeição: 120-150 ml
Cada 4 horas

Dois meses
Quantidade por refeição: 150-180 ml
Frecuencia alimentación: 5 a 6 vezes em 24 horas

Quatro meses
Quantidade por refeição: 210-240 ml
Frecuencia alimentación: 5 veces en 24 horas

Seis meses
Quantidade por refeição: 240 ml
Frecuencia alimentación: 4-5 vezes em 24 horas

Um ano
Quantidade por refeição: 240 ml
Frecuencia alimentación: 2 vezes em 24 horas

O leite de iniciação avança mais lentamente pelo tracto digestivo do que o leite materno, portanto não se surpreenda se o tempo entre cada refeição for um bocado mais longo (três a quatro horas) e se as fezes forem em maior quantidade e mais secas do que quando o amamentava.
Lembre-se que cada bebé é único, pelo que o seu consumo variará dia a dia, entre uma refeição e outra. Não o obrigue a tomar mais do que ele quer nem o deixe com vontade de continuar a tomar. Aos bebés que costumam bolsar, é melhor dar-lhes menores quantidades mais com maior frequência. Deixe que o bebé o guie.

Dados úteis que convém saber
Não se preocupe se o seu bebé perder peso durante os primeiros dias após o nascimento. O seu filho tinha uma "carga" adicional de água e de gordura para poder resistir à "maratona" do nascimento. Provavelmente recuperará o peso com o qual nasceu após a primeira semana. Se tiver alguma dúvida não deixe de consultar o pediatra.

Se lavar cuidadosamente os biberões e as tetinas com água limpa e quente, não é necessário fervê-los nem esterilizá-los. Assegure-se de que elimina os restos de leite de iniciação, que podem estragar-se facilmente e afectar o estômago do bebé. Algumas máquinas de lavar têm um ciclo sanitário que poderá dar aos biberões uma limpeza adicional e mais completa. Também pode esterilizar os biberões vazios no microondas durante quatro minutos a uma temperatura média.

Lave sempre bem as mãos antes de preparar o leite de iniciação. Assegure-se de que todos os recipientes e utensílios estão bem limpos. Limpe a embalagem do leite de iniciação antes de a abrir.

Os leites de iniciação líquidos já preparados podem ser guardados no frigorífico durante 48 horas, se o bebé não tiver tocado na tetina. Se o tiver feito, limpe bem e elimine os restos que ficarem depois de o alimentar.

Não é necessário aquecer o leite de iniciação. Apesar de muito poucos bebés gostarem do leite de iniciação bem frio, algumas crianças têm gostos mais especiais que outros.

Nunca aqueça o leite de iniciação no microondas. Estes aparelhos fazem-no de forma desigual: deixam-no demasiado frio em algumas partes e tão quente noutras que o bebé poderá queimar-se. Coloque o biberão sob água quente ou em "banho Maria" durante alguns minutos para atingir a temperatura ambiente.

Os leites de iniciação são bastante semelhantes, mas se o que está a utilizar lhe deu bons resultados com o seu bebé, continue com ele. Em alguns casos, a mudança de leite de iniciação pode ajudar a solucionar pequenos problemas digestivos, mas isto geralmente não sucede. Consulte o pediatra antes de mudar de leite de iniciação.

Todos os leites de iniciação contêm leite de vaca modificado, excepto os fabricados à base de produtos de soja. Se a sua família tiver casos de alergia e você optar por alimentar o bebé com leite de iniciação, consulte o pediatra sobre a utilização de um leite de iniciação com soja.
 

Atenção!
Deite fora o leite que ficar no biberão. O leite já preparado estraga-se facilmente e pode afectar o estômago sensível do bebé. No caso do bebé ter mais fome, prepare apenas um bocado mais do que ele toma normalmente em cada refeição.

O seu bebé precisa tanto que estejam com ele como que o alimentem, portanto não o deixe a tomar o biberão sozinho, pois pode engasgar-se.

Se o seu bebé molhar menos de seis fraldas por dia, consulte o pediatra. Pode estar a comer muito pouco e estar um bocado desidratado.

Limpe cuidadosamente a embalagem do leite de iniciação antes de a abrir, para evitar que esta se contamine.

Assegure-se que o orifício da tetina tem o tamanho adequado. Se for demasiado grande, o bebé engasgar-se-á e assustar-se-á com o rápido fluxo de leite. Se parecer que lhe custa muito sugar, pode ser que o orifício seja demasiado pequeno ou que a tetina seja muito dura para ele.

Existem tetinas artificiais de diversas formas e tamanhos. Não existe uma que seja a melhor para todos os bebés. Experimente algumas para ver qual a que melhor se adapta ao seu bebé.

Outras precauções
Não substitua o leite materno ou o leite de iniciação por leite de cabra. O conteúdo de nutrientes é inadequado para os bebés, embora seja muito bom para as crianças (mais velhas).
É possível que o leite desidratado tenha sido o seu primeiro alimento, mas não é a melhor opção neste momento. Tem um conteúdo inadequado de proteínas, de minerais e de gorduras para os seres humanos. Contém leite de vaca por modificar e dilata os intestinos e os rins do bebé.

Não se recomenda o leite de vaca, em nenhuma das suas formas, para crianças com menos de um ano. Continue a alimentar o seu filho com leite materno ou com leite de iniciação que se encontra nas lojas até ele fazer um ano.

Não adicione mel a nenhum alimento que der ao seu bebé. Pode conter esporos que produzem doenças graves em crianças com menos de um ano.

Não dilua o leite de iniciação (se já vier preparado) nem o dissolva mais do que o indicado (se vier em pó).

Se não puder comprar o leite de iniciação de que o seu bebé necessita, contacte imediatamente o pediatra que a porá em contacto com o assistente social da sua zona.

 

 

* Artigo realizado pela Dra.Suzanne Dixon
 

Pode interessar-te:

Toalhitas

Toalhitas Dodot Sensitive

Especialmente desenhada para peles sensíveis