Tudo acerca do Síndrome de morte súbita do lactente (SMSL)

Conteúdos
verificados por:

Partnership logo

Tudo acerca do Síndrome de morte súbita do lactente (SMSL)

O Síndrome de morte súbita do lactente (SMSL) define-se como a morte abrupta e imprevisível de um bebé, para a qual não se encontra qualquer explicação após uma investigação completa. Também é conhecido como a morte no berço, porque acontece enquanto o bebé dorme a sesta ou durante a noite. O SMSL é uma das principais causas de morte dos bebés. A maioria das vezes acontece nos primeiros quatro meses de vida, geralmente no Outono, no Inverno e no início da Primavera.

Qual é a causa do SMSL?

Como diminuir o risco

Recursos acerca do SMSL


Qual é a causa do SMSL?
Ninguém sabe quais são as causas principais do SMSL. Os médicos e os investigadores descobriram que não se trata apenas de um único factor, mas sim de uma combinação de factores. Entre estes podem incluir-se uma deficiência anatómica no cérebro, uma anomalia no sistema imunológico, um distúrbio metabólico ou uma irregularidade do batimento cardíaco. Na teoria, quando um bebé com qualquer destes problemas é confrontado com uma situação mais complexa, como dormir de bruços e respirar demasiado dióxido de carbono, inalar fumo de cigarro, ter uma infecção respiratória ou ter muito calor, tem mais probabilidades de morrer por causa do SMSL. Em seguida encontram-se informações mais detalhadas acerca das últimas teorias e investigações:

Uma deficiência no cérebro: Há cada vez mais provas que indicam que alguns bebés que morreram devido ao SMSL têm uma anomalia ou imaturidade do tronco cerebral, que controla a respiração e o acordar durante o sono. Normalmente, os bebés podem sentir problemas, tais como a falta de ar ou o excesso de dióxido de carbono. No entanto, é possível que os que padecem dessas anomalias cerebrais não tenham este mecanismo de protecção.

Uma deficiência no sistema imunológico: As investigações demonstraram que o sistema imunológico de alguns bebés com SMSL gera um número de glóbulos brancos e de proteínas superior ao normal. Algumas destas proteínas podem influenciar o funcionamento do cérebro e alterar o ritmo cardíaco e a respiração durante o sono ou fazer com que o bebé caia num sono profundo.

Um distúrbio metabólico: é possível que os bebés que nascem com um determinado distúrbio metabólico sejam mais vulneráveis ao SMSL. Por exemplo, se não tiverem uma enzima específica (acil-CoA desidrogenase de cadeia média), podem não ser capazes de processar bem os ácidos gordos. Além disso, a acumulação destes ácidos pode originar uma interrupção rápida e fatal da respiração e da função cardíaca.

Todavia, os especialistas concordam que os bebés correm mais riscos de padecer do SMSL se:

- Dormirem de bruços
- Forem deitados sobre roupa de cama ou colchão moles
- Forem irmãos de um bebé que morreu do SMSL
- Estiverem demasiado agasalhados ou dormirem num quarto com temperatura muito elevada
- Tiverem nascido prematuramente ou com pouco peso
- Estiverem expostos a inalar fumo passivamente
- A mãe fumava ou consumia drogas durante a gravidez
- A mãe não teve cuidados pré-natais ou não os teve durante os últimos meses
- A mãe for adolescente

Como diminuir o risco
Antes de sair do hospital com o seu bebé recém-nascido, pode receber uma longa lista de instruções, entre as quais se encontra: Coloque sempre o seu bebé a dormir de barriga para cima.
Os investigadores tinham começado a deixar de parte este conselho em 1992, mas, quatro anos mais tarde, voltaram a reforçá-lo, quando a American Academy of Pediatrics (Academia Americana de Pediatria) recomendou que todos os bebés saudáveis fossem colocados a dormir de barriga para cima. Em 1994, foi lançada uma campanha nacional intitulada "Dormir de costas" para promover a posição supina ou de barriga para cima durante o sono. Alguns inquéritos conformaram que cada vez mais pessoas estão a pôr os seus pequeninos a dormir de barriga para cima, o que reduziu a incidência do SMSL em cerca de 47 %.
Os que são pais pela primeira vez têm muito que aprender. Apesar de grande parte da aprendizagem derivar da própria criação do bebé, você pode adiantar certos passos para o manter seguro, sentir-se à vontade no seu novo papel e reduzir os seus receios relativamente aos cuidados infantis. Quando se trata de dormir e de diminuir o risco do SMSL, certifique-se de que segue os procedimentos abaixo indicados.

Lista de verificação para um sono seguro
Aqui encontrará algumas estratégias inteligentes para diminuir os riscos do SMSL.

Regime pré-natal: Certifique-se de que os seus cuidados pré-natais são regulares e oportunos, incluindo as consultas médicas frequentes e uma boa alimentação. Não consuma drogas nem álcool.

Roupa de cama: Utilize um colchão duro no berço ou na alcofa, de modo a que o bebé não se afunde nele. Não coloque mantas com pêlo, colchas grossas nem pele de ovelha por baixo ou por cima do bebé e retire todos os brinquedos ou almofadas com enchimento mole do local onde o bebé dorme.

Posição: Ponha sempre o bebé a dormir de barriga para cima. Para manter o recém-nascido de costas, coloque uma toalha dobrada nos dois lados do bebé, de maneira a que se possa acomodar sem se mexer.

Temperatura: Evite temperaturas muito elevadas no quarto do seu bebé. Mantenha a temperatura a um nível que seja confortável para si e não vista roupa demais ao bebé durante a noite.

Verificações do bem-estar do bebé: Leve o bebé ao médico para a realização das consultas de rotina e das vacinas correspondentes.

Ar puro: Nunca fume perto do bebé nem no quarto dele.

Lactação materna: Se for possível, amamente o seu bebé para que comece a vida com forças e mantenha-se saudável.

Hora de estar de barriga para baixo (sempre vigiado): Incentive o seu bebé a passar algum tempo de barriga para baixo quando está acordado, de modo a fortalecer os músculos dos braços e dos ombros. Coloque-o no chão sobre uma manta ou no parque com brinquedos que lhe chamem a atenção.


* Artigo realizado pela Dra.Suzanne Dixon
 

 

Pode interessar-te:

Toalhitas

Toalhitas Dodot Sensitive

Especialmente desenhada para peles sensíveis