O que deve e não deve fazer na habituação à sanita

Conteúdos
verificados por:

Partnership logo

O que deve e não deve fazer na habituação à sanita

Se você for como a maior parte dos pais, perguntar-se-á se a sua abordagem à habituação à sanita é a correcta. Estes conselhos sobre o que se deve e o que não se deve fazer dar-lhe-ão confiança e ajudá-la-ão a orientar o seu filho no caminho do êxito. Trata-se de uma vitória dele, não sua.

O QUE DEVE FAZER:
Espere que o seu filho esteja preparado.
Não existe uma idade específica para habituar o seu filho a ir à sanita. Enquanto as crianças começam a dominar a maioria das capacidades necessárias entre os 18 e os 30 meses, o seu filho pode não estar pronto para dominar a ida à sanita até ao fim dos quatro anos de idade. Quanto mais preparado ele estiver quando começar a habituação à sanita, mais depressa o conseguirá. Mas não fixe uma data limite pois isso exercerá uma pressão desnecessária sobre o seu filho e poderá arruinar o êxito da habituação à sanita. Faça clique aqui para obter uma lista de verificação dos sinais que indicam que o seu filho está preparado.

O QUE DEVE FAZER:
Leve a cabo as diferentes etapas uma a uma.
A habituação à sanita é um processo com muitas etapas; o seu filho poderá dominá-las em poucos dias ou em poucos meses. Do princípio ao fim, a habituação à sanita implica: que a criança a avise que tem vontade de ir à casa-de-banho, de se despir, fazer, limpar-se, vestir-se, puxar o autoclismo e lavar as mãos. Cada passo pode levar e, de facto, levará algum tempo, portanto, lembre-se de elogiar os êxitos do seu filho no final de cada etapa; tenha em conta os pormenores e não apenas o objectivo a longo prazo. Lembre-se: o êxito inicial assenta no facto de o seu filho compreender a utilização da sanita e não no facto de dominar o processo.

O QUE DEVE FAZER:
Conte com (e aceite) atrasos e acidentes.
A maioria das crianças tem vários acidentes depois de estar habituada a ir à sanita, portanto não há motivo para se preocupar-se. Lembre-se também que os rapazes tendem a levar um pouco mais de tempo a habituar-se a ir à sanita do que as raparigas.

O QUE DEVE FAZER:
Elogie o seu filho.
Não deixe de elogiar o seu filho sempre que ele conseguir dominar uma nova etapa da habituação à sanita. à importante reconhecer todos os esforços dele, não apenas os bem sucedidos. Por exemplo, diga-lhe que está orgulhosa dele sempre que ele lhe disser que precisa de usar o bacio, quer tenha de o lembrar ou não. Mas não exagere nos elogios. A vitória é dele, não sua.

O QUE DEVE FAZER:
Tenha em conta o temperamento do seu filho (o seu tipo de comportamento).
O ritmo e o nível geral de actividade do seu filho estão muito relacionados os seus progressos. Pense nos seus estados de humor. A que hora do dia está mais acessível e cooperativo? Esse é o momento de introduzir a habituação à sanita (ou qualquer outra nova habilidade). Se ele for normalmente tímido e um pouco introvertido, é possível que necessite de mais estímulo e apoio para conseguir uma habituação à sanita bem sucedida do que se for sociável. Trabalhe com o seu filho quando ele estiver mais atento. Procure distracções que o façam sentir-se confortável no bacio, tais como um livro, uma canção ou uma sessão de fantoches. Por último, não se esqueça de ter em conta o nível de frustração do seu filho. Esteja pronta para tranquilizá-lo e assegurar-lhe que ele irá conseguir o que quer ao seu próprio ritmo.

O QUE DEVE FAZER:
Coordene-se com as pessoas que cuidam do seu filho.
Não deixe de partilhar os seus planos de habituação à sanita com as pessoas que cuidam do seu filho, quer seja a ama, os avós, o infantário, etc. A coerência é a chave e a coordenação com as pessoas que cuidam do seu filho garantirá o cumprimento das suas instruções. Discuta a habituação à sanita com o pediatra numa das consultas de rotina do bebé saudável. O pediatra ou a enfermeira poderão ajudá-la a determinar se o seu filho está pronto para começar nessa altura e também a ajudarão a planear o processo.

O QUE DEVE FAZER:
Tente as cuequinhas de protecção para habituação à sanita quando ambos estiverem preparados.
As cuequinhas de protecção de algodão grosso podem ajudar o seu filho a aperceber-se mais rapidamente do quanto é bom sentir-se limpo e seco. Com toda a certeza sentirá a humidade mais cedo se as tiver vestidas do que com uma fralda. Enquanto que as cuequinhas descartáveis também podem ser utilizadas durante a habituação à sanita para facilitar a transição das fraldas para a roupa interior, algumas crianças acham-nas iguais às fraldas e consideram-nas como tal. Utilizá-las antes do seu filho mostrar sinais de que está preparado não significa que ele se vai habituar mais depressa à sanita.

O QUE DEVE FAZER:
Comunique ao pediatra se o seu filho:
Se queixar de dores ao urinar. A urina contém sangue ou pus, ou tem um cheiro muito desagradável ou estranho. Está constantemente a deixar escapar pingas de urina. Tem muita dificuldade em começar a urinar.

O QUE NÃO DEVE FAZER:
Sentir-se pressionada a habituar o seu filho a sanita.
Mesmo que tenha limitações de tempo ou que receba conselhos da pessoa que trata do seu filho, resista à pressão: a sua ansiedade pode criar ansiedade no seu filho. A habituação à sanita não é uma competição. O seu papel é o de estimular o seu filho, incentivando a independência e permitindo-lhe dominar cada etapa ao seu próprio ritmo. Tem de estar preparada para dedicar algum do seu tempo e energia emocional a instruir, motivar e dar apoio diário. Se a escola pré-primária ou o infantário que está a considerar não aceitar o seu filho a não ser que ele esteja habituado a ir à sanita, procure outra instituição.

O QUE NÃO DEVE FAZER:
Começar antes de o seu filho estar interessado em habituar-se à sanita.
Se o seu filho resistir firmemente à habituação à sanita, provavelmente é melhor esperar um pouco e tentar novamente após algumas semanas ou um mês. Esteja atenta às suas demonstrações que indiquem um interesse real pelo processo. Faça clique aqui para obter uma lista de verificação dos sinais que lhe indicam que o seu filho está pronto.

O QUE NÃO DEVE FAZER:
Acelerar o processo.
Obrigar o seu filho a habituar-se à sanita pode fazer com que ele retenha a urina e as fezes, o que por sua vez pode ocasionar obstipação e outras complicações graves. Mesmo que tenha parentes a pressioná-lo constantemente, lembre-se que as crianças só começam a desenvolver as capacidades necessárias para começar a habituação à sanita aos 18 meses de idade e a maioria só está preparada para começar aos 2 anos.

O QUE NÃO DEVE FAZER:
Começar a habituação à sanita quando o seu filho estiver a passar por outras grandes mudanças na vida dele.
à melhor começar a habituação à sanita quando a vida estiver relativamente calma. Se estiver a mudar de casa, à espera de outro bebé, se o seu filho estiver a começar a frequentar uma escola nova ou tiver uma ama nova ou se estiver a passar por qualquer outra grande mudança, adie a habituação à sanita até a situação estabilizar.

O QUE NÃO DEVE FAZER:
Hesitar em pedir ajuda.
Outros pais, livros, a Web e o pediatra do seu filho são todos excelentes fontes de informação e de apoio no que diz respeito à habituação à sanita. Se tiver dúvidas, pergunte. Se tiver uma dúvida específica, pode apresentá-la ao nosso painel de especialistas.
Outros pais, livros, a Web e o pediatra do seu filho são todos excelentes fontes de informação e de apoio no que diz respeito à habituação à sanita. Se tiver dúvidas, pergunte. Se tiver uma dúvida específica, pode apresentá-la ao nosso painel de especialistas.

O QUE NÃO DEVE FAZER:
Obrigar o seu filho a usar cuequinhas molhadas durante muito tempo para o "ensinar".
Deixar que o seu filho fique com roupa interior, cuequinhas de protecção ou fraldas molhadas, ou sujas, só lhe provocará irritação nas nádegas e fará com que a sua pele fique sensível à urina quando se molhar, o que aumentará as possibilidades de ele reter a urina e não ir à casa-de-banho. Ajude-o a mudar a roupa interior oportunamente.

O QUE NÃO DEVE FAZER:
Obrigar o seu filho a sentar-se no bacio durante muito tempo.
Obrigá-lo a estar sentado no bacio durante muito tempo raramente dá bons resultados e é possível que provoque resistência à habituação à sanita e também a sentar-se no pote.

 

* Artigo realizado pelos Dres.T. Berry Brazelton e Ann C. Stadtler

 

Pode interessar-te:

Fraldas

Fraldas Dodot Activity

Não descai como outras fraldas