O que há no seu armário de medicamentos

Conteúdos
verificados por:

Partnership logo

O que há no seu armário de medicamentos

Todas as crianças têm uma doença ligeira ou sofrem golpes de vez em quando. à conveniente que os pais estejam preparados para estes pequenos percalços. (Uma criança vai precisar sempre de algo que lhe alivie a febre ou algo que lhe cure uma ferida durante a noite ou quando não se dispõe de meio de transporte para ir comprar o que for necessário). Ter um armário bem abastecido com os elementos adequados tornará mais fáceis esses momentos; sentir-se-á mais tranquila e o seu filho notará a sua confiança. Tenha em conta que muitos medicamentos para adultos não são adequados para crianças pequenas e que quase toda a medicação se baseia no peso ou, então, na idade da criança. As doses da medicação serão alteradas à medida que o seu filho cresça, pelo que terá de ler sempre os folhetos informativos e saber o peso aproximado do bebé. Além disso, certifique-se que todas as pessoas encarregadas do cuidado do seu filho saibam onde se encontram estes artigos, para que possa instruí-las acerca do seu uso na sua ausência. Isto é o que necessita e o que não necessita para bebés até 3 meses e para crianças dos 3 meses aos 3 anos de idade.

Bebés até 3 meses: elementos que deve ter no armário de medicamentos

Os números de telefone de Emergência e de Intoxicações.

Frascos com tampa de segurança

Paracetamol: Este medicamento vende-se em gotas para crianças. Existem outros preparados com concentrações diferentes. Tenha em conta que a dose não é necessariamente igual para cada preparado. A dose do seu filho depende do seu tamanho. Confirme com o pediatra a dose correcta para ele. Administre este medicamento a um bebé pequeno apenas quando for receitado pelo pediatra. As febres em bebés com menos de 3 meses requerem atenção médica imediata e não apenas de um medicamento para reduzir a febre. A sobredosagem de paracetamol, por erro ou acidente, deve ser motivo de consulta imediata.

Soro salino para lavagens nasais: Ã uma solução salina suave que ajuda a desentupir o nariz do bebé quando tem uma constipação ou um congestionamento pequeno.

Álcool a 90%: Serve para limpar os termómetros antes e após a sua utilização.

Solução de hidratação oral: Pode recorrer em primeiro lugar a estas soluções salinas para tratar a diarreia. Verifique o prazo de validade e deite fora as soluções cujo prazo expirou.

Loções e pomadas

Vaselina: Pode utilizar-se para as erupções ou irritações na área da fralda. Também é útil para lubrificar o termómetro para tirar a temperatura rectal.

Loção hidratante: Protege a pele do bebé e pode servir para toda a família.

Loção anti-séptica ou pomada antibiótica: Uma pequena quantidade servirá para tratar pequenos cortes e arranhões. Evite as que contenham neomicina, uma vez que este componente pode provocar reacções alérgicas nos bebés pequenos.

Ligaduras e utensílios

Tesoura pequena para as cutículas: Esta ou a tesoura corta-unhas para bebé serão muito úteis.

Um termómetro: Este deve usar-se no recto do bebé ou na axila para tirar a temperatura. Não tire a temperatura ao bebé com um termómetro oral. Os termómetros de ouvido podem ser caros e difíceis de utilizar em crianças com menos de 3 meses. Os termómetros digitais são os mais fáceis de usar.

Uma seringa nasal / aspirador nasal: Estes utensílios limpam o nariz do bebé, quando tem uma constipação ou alguma obstrução. Deve usar-se antes das refeições e nunca se deve utilizar nos ouvidos.

Cotonetes: Pode utilizá-las para limpar os olhos do bebé e para lavar áreas de difícil acesso, tal como as pregas do pescoço e os genitais. Não as introduza no canal auditivo: a cera não é sujidade, mas um protector do canal contra a humidade.

Uma caixa de pensos rápidos: Devem ser de vários tamanhos. Os cortes são raros em bebés muito pequenos, mas é bom ter sempre pensos rápidos à mão no caso de qualquer eventualidade.

Um rolo de ligadura suave: Utilize-a para cobrir cortes e arranhões demasiado grandes para um penso normal e para cobrir de forma temporária queimaduras e cortes enquanto se dirige ao médico.


Bebés até 3 meses: elementos que deve eliminar do armário dos medicamentos

Aspirina: Não se recomenda como antitérmico de primeira escolha em lactantes pequenos.

Medicamentos caducados ou mal conservados: Ninguém deve tomar estes medicamentos, incluindo os antibióticos. A maior parte perde a eficácia e alguns podem ser nocivos.

Medicamentos receitados a outras pessoas: Os medicamentos nunca devem ser partilhados.
Apenas porque o pediatra receitou um medicamento para uma criança, não significa que esse medicamento seja apropriado para outra.

Medicamentos para a tosse e para constipações : para adultos e vitaminas para adultos
Estes medicamentos não são adequados para o seu bebé.

Faixas elásticas: Apenas devem ser utilizadas em crianças maiores e em adultos, e devem ser sempre aplicadas pelo pediatra. Podem causar muitas dificuldades quando aplicadas a um bebé pequeno.

Anti-histamínicos: Não se recomendam para as crianças a não ser que sejam prescritos pelo pediatra.

Loção para banho de espuma: Este produto pode irritar a pele do bebé e causar irritação vaginal.

Sabonete desodorizante ou sabonete antibacteriano: Estes sabonetes podem secar a pele e não se recomendam para as crianças pequenas.

Seringa para limpar os ouvidos: Por exemplo, as seringas com a ponta longa e pontiaguda podem perfurar o tímpano.

Nebulizadores quentes: Estes aparelhos podem ser perigosos. Utilize nebulizadores apenas quando prescritos pelo pediatra.

Cremes de esteróides, com hidrocortisona em percentagens superiores a 0,5%: Não os utilize se não tiverem sido receitados pelo médico. São demasiado fortes para os bebés e podem deixar marcas.

Dos 3 meses aos 3 anos: elementos que deve ter no armário de medicamentos

Números de telefone de Emergência e de Intoxicações.

Frascos com tampa de segurança

Paracetamol: Este medicamento está disponível em doses para crianças. A dose que deve administrar ao seu filho depende do seu peso. Confirme com o pediatra a dose correcta para o seu filho. Este medicamento existe em diferentes concentrações, pelo que deve ter cuidado. Leia sempre a etiqueta para obter a dose correcta. A sobredosagem de paracetamol, por erro ou acidente, deve ser sempre motivo de consulta imediata.

Ibuprofeno: Pode ser tomado por crianças com mais de 6 meses. Verifique com o pediatra se o ibuprofeno é adequado para o seu filho e qual seria a dose apropriada.

Xarope de ipecacuanha: Este medicamento induz o vómito no caso do seu filho ingerir algo tóxico. Guarde-o junto com o número do centro de intoxicação. Lembre-se de administrar este medicamento apenas se prescrito pelo centro de intoxicação ou pelo pediatra, dado que em determinadas situações (por exemplo, ingestão de agentes cáusticos) não é recomendável induzir o vómito.

Loção de calamina: Deve ser de calamina pura. Não utilize preparados de calamina que tenham outros ingredientes. Com esta solução simples tratam-se diversas irritações da pele.

Solução de hidratação oral: Esta solução utiliza-se para o tratamento da diarreia. à conveniente ter um par de frascos à mão para os processos de gastroenterite que podem começar a meio da noite. Verifique o prazo de validade e deite fora as soluções cujo prazo expirou.

Protector solar: Pode usar-se generosamente em bebés de seis meses e mais e em áreas reduzidas como as mãos e a cara nos bebés mais pequenos. Aplique o protector antes de cada saída se vai estar exposto directamente ao sol.

Álcool a 90%: Serve para limpar os termómetros antes e após a sua utilização.

Loções e pomadas

Pomada antibiótica: Ajuda a cicatrizar feridas e arranhões. Use pomadas que tenham as mais baixas concentrações de antibióticos. Evite as que contenham neomicina, pois podem provocar reacções alérgicas na pele.

Creme de hidrocortisona a 0,5%: Ajuda a aliviar o prurido e/ou o ardor produzidos pelas picadas de insectos, pequenas irritações da pele e dermatites na área da fralda. Não utilize um creme que contenha uma maior concentração de corticóides, a menos que tenha sido indicado pelo pediatra.

Loção hidratante: Estas loções protegem a pele do bebé e podem servir para toda a família.

Ligaduras e utensílios: Escova dos dentes e pasta dentífrica. Ã importante que a pasta tenha flúor. Escolha uma escova macia de tamanho pequeno ou para crianças.

Compressas de gaze esterilizadas: Juntamente com fita adesiva de papel servem para vendar pequenos ferimentos.

Pensos rápidos ou ligaduras adesivas: Escolha de diferentes tamanhos que são práticos para feridas e arranhões. Mas tenha em atenção os bebés pequenos, pois podem comer os pensos adesivos. Nestes casos, utilize uma tira de gaze para cobrir a ferida.

Pinças: São úteis para extrair tirar lascas e ferrões cravado na pele.

Um termómetro: Para tirar a temperatura do seu bebé, utilize-o no recto do bebé, na axila, ou no ouvido. Não tire a temperatura ao bebé com um termómetro oral antes dos 4 anos. Os termómetros de ouvido são fáceis de utilizar, mas podem ser caros. Os termómetros digitais são os mais fáceis de usar.

Sacos de gelo: Se se mantiverem no congelador ajudam a reduzir o inchaço produzido por golpes e contusões menores. Também pode utilizar um saco de legumes congelados.

Compressas de gaze esterilizada: Utilize-as para limpar feridas e pequenos cortes e para os cobrir enquanto leva o seu filho ao pediatra ou às urgências.

Uma lanterna: Serve para observar a boca, os dentes, o nariz e para verificar se há lesões anais e lombrigas.

Dos 3 meses aos 3 anos: elementos que deve eliminar do armário dos medicamentos

Medicamentos caducados ou mal conservados: Ninguém deve tomar estes medicamentos, incluindo os antibióticos.

Medicamentos receitados a outras pessoas: Os medicamentos nunca devem ser partilhados. Apenas porque o pediatra receitou um medicamento para uma criança, não significa que esse medicamento seja apropriado para outra.

Medicamentos para a tosse e para constipações para adultos e vitaminas para adultos: Não são adequados para o seu bebé. São demasiado fortes e contêm ingredientes que podem incomodar o seu filho ou agravar o seu estado.

Manteiga, pomadas gordurosas e outros remédios caseiros para queimaduras: Fazem mais mal do que bem. Em vez de os aplicar, deixe correr água fria sobre a queimadura e cubra com uma gaze esterilizada.

Laxantes ou enemas: Na maior parte dos casos, a obstipação em crianças pequenas é curada com mudanças na dieta ou com uma maior ingestão de líquidos. Não administre um laxante, a menos que tenha sido indicado pelo pediatra. Os enemas são raramente necessários e deverão ser dados apenas sob supervisão médica.

Medicamento anti-diarreico para adultos: Contêm ingredientes que podem causar problemas graves em crianças pequenas.

Faixas elásticas: Apenas devem ser utilizadas apenas em crianças maiores e em adultos, a não ser que sejam aplicadas pelo pediatra.

Anti-histamínicos: Não se recomendam para as crianças a não ser que sejam prescritos pelo pediatra. Tendem a secar o nariz e a boca e deixam as crianças "zonzas" ou muito excitadas.

Loção para banho de espuma: Pode irritar a pele do bebé e causar irritação vaginal.

Sabonete desodorizante: Tal como o sabonete antibacteriano, pode secar a pele e não se recomenda para as crianças pequenas.

Seringa para limpar os ouvidos: As de ponta longa e pontiaguda podem perfurar o tímpano.

Nebulizadores quentes: Estes aparelhos podem ser perigosos. Utilize nebulizadores apenas quando prescritos pelo pediatra. Os humidificadores podem ser uma forma de aumentar a humidade ao ar em zonas com um clima seco, o que pode ajudar a aliviar a constipação do bebé.

 

* Artigo realizado pela Dra.Suzanne Dixon

 

Pode interessar-te:

Fraldas

Fraldas Dodot Básico

A qualidade de Dodot a um preço básico