Irritação ou erupção na área da fralda: uma incómodo desagradável

Conteúdos
verificados por:

Partnership logo

Irritação ou erupção na área da fralda: uma incómodo desagradável

Os bebés que usam fraldas (e que bebé não usa?), pode ter erupções ou irritações na área da fralda. Se bem que não sejam preocupantes, podem causar bastante incómodo ao bebé. Portanto, são muito importantes os esforços, a prevenção e o tratamento eficaz.


Sinais reveladores

Pode reconhecer facilmente esta afecção comum, pois o rabinho do bebé está vermelho e inflamado, com protuberâncias e inchaço à volta da área da fralda. Se a erupção ou a irritação também apresentarem protuberâncias rosadas à volta da parte de uma mancha vermelha na área da fralda ou à volta da boca do bebé, é possível que se tenha convertido numa infecção causada por fungos ou leveduras (cândida), que deverá tratar-se com medicamentos antimicóticos de uso tópico.
Como o bebé não fala, não pode dizer o que se passa exactamente, mas expressa o mal-estar através do choro e de momentos de irritação, principalmente na hora de mudar a fralda e, possivelmente, através da falta de apetite.

Quando não se trata de erupções ou de irritações na área da fralda
Aquilo que pensa que é erupção ou irritação na área da fralda também pode ser outra doença ligeira da pele que se verifica nas crianças. Por este motivo, é importante que reconheça a diferença entre a erupção na área da fralda e outras afecções comuns, para que assim as possa tratar de forma eficaz. As doenças que normalmente se confundem são as seguintes: impetigo, dermatite seborreica e irritação causada pelo calor.

Impetigo
O impetigo é uma infecção da pele que é contagiosa de produzida por bactérias, que aparece na área da fralda, na cara e nas mãos sob a forma de pequenas borbulhas e chagas de cor mel que picam e empolam. Devido ao facto de esta doença ser contagiosa, todos os membros da família devem lavar com frequência as mãos com sabonete antibacteriano para evitar que se propague. Se observar este tipo de irritação, contacte o pediatra que, provavelmente, receitará a antibiótico de uso oral ou em creme.

Dermatite seborreica
A dermatite seborreica é uma doença comum da pele que afecta os bebés durante o primeiro ano de vida. Encontrará manchas vermelhas ásperas e avultadas, cobertas de escamas grossas de cor branca ou amarela nos genitais, nas virilhas e no baixo ventre do bebé. Quando aparecem manchas semelhantes no couro cabeludo, denomina-se crosta láctea. Pode experimentar aplicar uma pomada anti-seborreica nas áreas afectadas e mantenha o bebé sempre limpo e seco.

Erupção ou irritação devido ao calor
O calor e a humidade podem provocar uma erupção ou irritação deste tipo quando a transpiração se acumula na pele e não se consegue evaporar. Se bem que seja menos comum a partir dos três meses de idade, esta afecção é semelhante ao aparecimento de acne com protuberâncias rosadas muito pequenas. Podem surgir nas pregas da pele na área da fralda, em especial, nas áreas onde a cobertura da fralda está em contacto com a pele. A humidade na pele e a humidade ambiental são as suas causas principais, para além do calor. Certifique-se de que o seu filho não está demasiado agasalhado e que a pele se mantenha seca. Se piorar, contacte o pediatra.

O que provoca a erupção ou a irritação na área da fralda?
Na maioria dos casos, este tipo de lesões é consequência do excesso de humidade na área da fralda que favorece a acção de penetração de agentes irritantes. As principais causas são as alterações do ph da pele. Além disso, quando as fezes e a urina permanecem juntas, eleva-se o ph e activam-se as enzimas (proteínas) presentes nas fezes que aumentam a irritação. Por último, quando a pele está irritada e hidratada demais, é susceptível de padecer de uma infecção secundárias provocada por bactérias ou fungos. Estas são algumas das causas mais comuns:

Não limpar convenientemente a área da fralda
Uma vez que a erupção ou a irritação na área da fralda é provocada por alterações do pH da pele que ocorre quando a urina e as fezes se misturam, deverá limpar suavemente e muito bem qualquer sujidade que se encontre na pele delicada do bebé. Tente usar uma toalhita suave para bebés e água quente. Para as peles sensíveis é melhor utilizar apenas água, enquanto que outros rabinhos podem necessitar de um sabonete suave. Evite fraldas duras e esfregar com toalhitas ásperas. Isso só piora a irritação e faz com que o bebé se sinta pior. Evite usar toalhitas para bebés que contenham álcool, uma vez que provocam ardor e mais irritação.

Não mudar as fraldas com frequência suficiente
Efectuaram-se estudos que demonstraram que os bebés que são mudadas pelo menos oito vezes ao dia são menos propensos a ter erupção ou irritação na área da fralda. Ã importante mudar as fraldas com frequência por duas razões: 1) a humidade prolongada torna a pele frágil e mais susceptível a irritações; e 2) quanto mais tempo permanecem juntas a urina e o as fezes, mais tempo as enzimas das fezes têm para danificar a pele do bebé. As fraldas super-absorventes podem ser úteis, pois absorvem a urina, não deixando que fique em contacto com a pele do bebé nem que se misture com as fezes.

Infecções causadas por fungos ou leveduras (cândida)
Uma vez que a pele do bebé permaneceu húmida por muito tempo, torna-se propensa à infecção por um certo tipo de fungos (cândida), que constitui o tipo de irritação mais persistente. Um tratamento à base de antibióticos pode causar diarreia, a qual pode desencadear uma infecção deste tipo. Poderá reconhecer este tipo de lesão através das protuberâncias brancas com pus que se encontra à volta de uma mancha vermelha na área fralda. O bebé pode também ter manchas brancas na boca e se estiver a amamentar, os seus seios podem ficar irritados. Se esta afecção persistir, contacte o pediatra o mais rapidamente possível para dar início a um tratamento antimicótico.

Prevenção e tratamento
Como evitar o aparecimento da erupção ou da irritação na área da fralda:
Certifique-se de que muda as fraldas ao bebé o mais rapidamente possível logo que fiquem molhadas ou sujas.
Limpe cuidadosamente a zona genital do bebé após cada evacuação e deixe secar a área, tendo o cuidado de não esfregar a pele demasiado ou com muita força.
Aplique uma camada fina de pomada protectora ou de vaselina no rabinho do bebé.
Ao colocar uma nova fralda, não a aperte demasiado, de forma a que possa circular um pouco de ar.
Tente utilizar fraldas super-absorventes ou que contenham petrolato na camada superior que está em contacto com a pele do bebé.
Se o bebé estiver a tomar antibióticos, ou tiver diarreia, tenha especial atenção com a área da fralda e mude-lhe a fralda regularmente.
Areje a pele do bebé, permitindo que passe algum tempo sem fralda todos os dias (no entanto, é melhor ter sempre à mão uma fralda ou um pano em caso de acidente!).
Se a erupção ou a irritação não desaparecerem depois de alguns dias, ou se aparecerem bolhas ou protuberâncias com pus no interior, contacte o pediatra.


* Artigo realizado pelo Dr. Anthony J. Mancini

 

Artigos relacionados

Pode interessar-te:

Fraldas

Fraldas Dodot Básico

A qualidade de Dodot a um preço básico