Nutrição dos 12 aos 18 meses (I): Recomendações gerais

Conteúdos
verificados por:

Partnership logo

Nutrição dos 12 aos 18 meses (I): Recomendações gerais

Sugestões para alimentar correctamente o seu filho dos 12 aos 18 meses:

- A criança já está em condições de iniciar uma dieta mais variada e de consistência sólida, que lhe permita mastigar e digerir alimentos que não sejam líquidos. Para que o faça com facilidade, deve dar-lhe os alimentos previamente reduzidos no tamanho (primeiro esmagados com um garfo ou com os dedos e mais tarde cortados em "tiras" com uma tesoura) visto que a criança ainda não tem molares que lhe permitam mastigar com facilidade.

- Pode-se ir introduzindo novas formas de condimentar os alimentos. Até agora, tinha sido tudo preparado cozido ou grelhado e, a partir deste momento, podemos iniciar a introdução de maior teor de gorduras em forma de azeite e óleos vegetais ou margarinas que junto com outros condimentos nos permitirão através dos fritos e refogados oferecer à criança outros sabores que até agora não conhecia. Uma forma de dar a conhecer à criança esta nova dieta, comprovar se gosta e superar a rejeição inicial (é normal que a maioria das crianças recuse inicialmente os novos alimentos), consiste em oferecer-lhe pequenas quantidades da nossa comida enquanto comemos.


Alimentos novos a partir dos 12 meses:

- Legumes cozidos com verduras em forma de puré, cortados aos pedaços finos ou inteiros, uma vez por semana.
- Massas com manteiga, molho bechamel ou de tomate, uma vez por semana, acompanhadas de uma porção de carne.
- Além das carnes de frango ou de vitela e do peixe já introduzidos, podemos começar a dar-lhe carne de borrego grelhada, duas-quatro vezes por mês.
- Ovo: clara e gema a partir de agora, nunca cru. Pode-se oferecer em forma de omelete (francesa ou de batata, presunto ou legumes), ou ovo cozido ou escalfado.
- Pode começar a adicionar sal em pequenas quantidades e a utilizar outros condimentos, tais como ervas aromáticas, cebola, limão, etc..
- Todos os derivados do leite: queijinhos, petit-suisse não desnatado, pudim flan, leite creme, leite creme queimado...

O que devemos evitar?

- Deixá-lo sozinho enquanto leva alimentos ou outros objectos pequenos à boca: O SEU FILHO PODERIA ENTALAR-SE E ASPIRÁ-LOS PARA O PULMÃO. ISTO à VÁLIDO TAMBÃM PARA TODOS OS ALIMENTOS QUE SÃO DE CONSISTÊNCIA DEMASIADO SÓLIDA OU DE FORMA PEQUENA E/OU ARREDONDADA (frutos secos, azeitonas, caramelos...).
- Enchidos, condimentos picantes e chocolate.
- Vísceras (miolos, fígado...), pratos muito gordos.
- Sal e açúcar em quantidades excessivas.
- Frutos secos devido ao perigo de se engasgar e aspiração para a via respiratória.
- Bebidas com gás (incluída a água com gás).

 

Pode interessar-te: